Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Tape Loading Error.

por PR, em 07.02.18

“Não há talentos, há bois, pessoas que marram até aquilo ficar bom"

 

António Lobo Antunes

 

Tenho, há anos, um debate interminável com alguns amigos, sobre esta questão. Por exemplo, quando alguém usa aquele chavão "o Messi é talento, o Cristiano é trabalho." A verdade é que a fronteira entre o que não sabemos sobre o que somos, completamente, e aquilo que vamos aprendendo é como o nevoeiro: sabemos que existe, está lá, mas agarrá-lo...

A ideia de que, trabalhando, se consegue ser um Lobo Antunes ou um Ronaldo é, para mim, mais fantasiosa do que a ideia, que reconheço ser também atacável, claro, de que há pessoas que nascem com um talento, ou, pelo menos nascem com propensão para escrever excepcionalmente bem ou marcar muito mais golos e fazer muito melhores fintas que os outros. Ou outro talento qualquer que, depois, com dedicação e muito trabalho, floresce em definitivo e acaba por ser a primeira definição da pessoa, para a posteridade. 

Não acredito que Ronaldo pudesse ter sido Lobo Antunes, por muito que trabalhasse. nem que Lobo Antunes se tivesse tornado mais que Di Stefano, por muito que treinasse. 

Agora que há, nesta equação, outros factores, que vão da genética à educação que nos calha, sim, claro que sim. Mas o que é fascinante, e faz com que este debate continue pela vida fora, é que há aqui um mistério irresolúvel, ligado, digo eu, ao mistério do que separa o que é mera carne, e sangue, e tecido e água, daquilo que é pensamento organizado, sentimento, instinto. No fundo é uma questão de fé. Acreditas no que decides acreditar.

Para mim, o trabalho é, claro,  determinante., e muito talento já se perdeu porque quem tinha a sorte de o ter o desperdiçou. Mas se creio que o trabalho potencia o talento, não acredito que determinados talentos nasçam de apenas muito trabalho, se não estiverem lá, desde o inicio, como uma semente qualquer que não sei explicar.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.02.2018 às 15:53

também acho que só com trabalho e sem talento não se chega lá. E às vezes penso noutra coisa: há pessoas que podem ter um talento enorme numa área qualquer e nunca sequer a explorarem... nunca vamos saber :)!

Comentar post