Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Do nojo.

por PR, em 20.06.18

O que está a acontecer na fronteira entre o México e os Estados Unidos, com a separação de crianças das suas famílias, numa triagem desumana, mostra que a fantasia de Handmaid's Tale é, talvez, premonitória. 

Os Estados Unidos são hoje um regime racista e xenófobo, que despreza o mero conceito de direitos humanos, estando agora ao lado do Irão, Coreia do Norte e Eritreia como únicos países fora do Conselho da ONU para os Direitos Humanos

A administração Trump é repugnante. E o silêncio conivente das democracias do mundo civilizado é um insulto diário.

Ver, e sentir asco.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Perfil Facebook

De Artur Antunes a 21.06.2018 às 10:03

E as vozes de alguns monstros que se querem intitular de seres humanos?

Uma pessoa comenta algo numa noticia contra o que julga ser monstruoso, e apenas porque há uma relação com o divino intocável Sr. Trump saem logo as feras irracionais em apoio a um procedimento sem um pingo de humanidade, por parte de quem o aprovou e por parte de quem o executa. E assim também por parte de quem o apoia.

Que quem não quer que os filhos sofram as consequências que não cometa uma ilegalidade, etc etc. Arranjam as justificações mais bárbaras e imaginárias. Bichos autênticos com instintos selvagens é o que são. Chimpanzés num programa do National Geografic sem qualquer remorso a matarem-se uns aos outros.

Por mais que argumentemos contra, chamam-nos de tudo: de comunas, de amigos dos terroristas, de politicamente correctos, de corações moles, de amigos do macaco Obama, defensores dos corruptos, que todos os muçulmanos batem nas mulheres e nós apoiamos, que defendemos mexicanos criminosos (pois toda a gente que foi de férias ao México foi morta a tiro, roubada e violada)... eu sei lá mais o que inventam! Não tenho imaginação para tanta perversidade.

Mas agora rio eu.

Agora que o Sr. Trump indica que vai mudar a lei (se é que existia mesmo uma lei) pergunto eu: andem, que dizem agora?

Será que vão dizer agora que separar os miúdos dos pais afinal está errado? Eu sei que hoje em dia ninguém se retracta pois somos todos deuses perfeitos porque sabemos mexer num smartphone e cada um com a mania que está certo e os outros todos errados. Mas para quem defendia a pés juntos esta monstruosidade (sem falar noutras) vão ter a humildade de mudar de opinião e demonstrar a VERDADEIRA CORAGEM de assumir que estavam errados?

Ou vão seguir fielmente uma posição irracional e desumana porque no Facebook ou com os amigos no café já deram uma boas e sádicas gargalhadas de escárnio a gozar com estas crianças?

Andem, COMENTEM AGORA CARAGO!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.