Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Get a life.

por PR, em 17.04.12

Chego à conclusão que a maior parte das pessoas não gosta de ver ninguém bem. A inveja é o maior mal da sociedade portuguesa e está na base de uma série de outros males. O que move a maior parte das pessoas é simplesmente inveja pobre. Se alguém ganha bem, ninguém fica feliz por essa pessoa, fica antes a roer-se de inveja, e diz mal. Se alguém foi promovido é porque fez algum tipo de favor, nunca se atribui mérito. Se alguém ganha um prémio, havia outro alguém que merecia mais. Se alguém ganha alguma coisa, aparece sempre um exército de gente a dizer mal. Se se elogia alguém, é por interesse, nunca se aceita que seja só isso: um elogio. É impressionante. E cansativo, porque mostra que a maior parte das pessoas vive numa bolha de frustração e ressentimento, e passa pela vida sem brilho, nem brio. Vive para falar mal, para fantasiar sobre a existência dos outros, num rolo compressor de maldade que é, em si mesma, pobre de espírito e triste. Que quem vive nessa prisão se liberte, que se deixe de merdas e perceba que a vida está a acontecer e há que vivê-la. O resto é ruído.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


28 comentários

Sem imagem de perfil

De PauloT a 17.04.2012 às 11:01

Meu Caro,

já devias saber que a utopia não existe.
Thomas More já escreveu sobre isso em 1516 e chegou à conclusão que a civilização ideal era imaginária.
Uma sociedade de pessoas com defeitos e qualidades (que todos temos, não somos robots) originam sempre dualidades de critérios ou seja (livre arbítrio).

Asta

Comentar post