Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Toda a gente sabe que o João Gobern é benfiquista. Ele claramente não sabia que a câmara estava nele e teve uma reacção humana, de instinto. Teve azar. Foi caçado pela realização. Mas não estava ali como jornalista, e antes como comentador (o que, para mim, é bem diferente), e o espectador sabe qual é o seu clube, não pode haver relação de maior transparência com quem vê. Há na sua saída do programa uma típica aura de hipocrisia, falso moralismo pidesco, ajuste de contas, medinho. Mas então que haja o mesmo critério para tudo:

Gostava agora que fossem castigados com a mesma rapidez todos aqueles que, estando a exercer jornalismo, e não a comentar, faltem aquilo que o código deontológico da sua profissão manda. Mas isso é que é mais difícil...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


52 comentários

Sem imagem de perfil

De João a 04.04.2012 às 11:48

Estava como comentador, mas não como comentador do benfica, o que para mim, também é bem diferente. Se quer mostrar o seu apoio ao seu clube poderá ser comentador num dos muitos programas que têm comentador associados a clubes, como o dia seguinte, trio de ataque etc, aqui acho que não seria o sitio indicado. Correu mal, teve azar...
Imagem de perfil

De PR a 04.04.2012 às 14:46

Ou seja o problema é se rum golo do Benfica. Certo.
Sem imagem de perfil

De João a 04.04.2012 às 15:57

Não sei como chegou a essa conclusão, mas pronto. Disse benfica porque foi o caso. Podia ter sido qualquer outro clube, não interessa. Está ali como isento...
Sem imagem de perfil

De bjorn a 05.04.2012 às 00:48

está ali a tentar dar o seu comentário com a isenção que for possível a alguém que assume o clube que apoia. desde sempre isso foi claro, nunca teve a presunção de "neutralidade futebolística" e quem o vê sabe-o, depois decidirá ouvir ou não o que tem a dizer. nada disto muda com o pobre festejo contido do homem, esta questão é tão absurda quanto lamentável
Sem imagem de perfil

De RC a 04.04.2012 às 17:51

Desde quando um "opinador" é imparcial?
A própria premissa de que alguém está lá para dar uma opinião, faz com que tudo o que essa pessoa diga seja parcial.

Andamos a brincar a quê? Só posso concordar com o Pedro Ribeiro. Isto é hipocrisia de uma televisão que deveria ser de todos e não só daqueles que gostam do Benfica. Ou então os canais da RTP deveriam deixar de dar a missa ou as cerimónias católicas, pois somos um país pluralista (não na lei, mas no dia a dia).
Isto é um atentado à liberdade. Metam a mão na consciência e façam-se Homens. Deixam as crianças ir para o estádio ouvir como se dizem palavrões, mas não podem ver um gesto de festejo (que durou segundos).
Quando já se viu e ouviu tanto na televisão. Quando há presidentes a almoçar com deputados, porque já é tradição. Ofendem-se as virgens com um gesto. Nojentos, é o mínimo que se pode dizer.
Sem imagem de perfil

De Jorge Mata a 04.04.2012 às 22:16

De facto, também já vi acontecerem coisas bem piores em televisão que não deram origem a despedimentos, afastamentos, sacanagens , atitudes fascistas, o que lhe queira chamar... o problema aqui é meter o Benfica ao barulho, esse é que é busílis da questão, esse é que é o azar!
Sem imagem de perfil

De Rui a 04.04.2012 às 12:59

Totalmente de acordo.

Uns dão a cara pelo que pensam, enquanto outros fogem para um qualquer parador na Galiza.
Abç.,
Sem imagem de perfil

De va a 04.04.2012 às 13:01

Neste caso, terei de dar razão à RTP e ao próprio Gobern (relembrar que foi ele quem colocou, segundo o próprio, o lugar à disposição).

Se há programas em que os participantes estão ali claramente para defenderem o seu clube (normalmente 1 representante de cada grande), este nunca foi um deles, pelo menos que eu saiba.

Há uma diferença entre manifestar-se em privado, coisa que eu até julgo que ele pensava estar a fazer, pois não sabia que estava no plano, e manifestar-se em público, numa televisão pública paga com dinheiro público.

Imagine-se o que seria se fosse um comentador/adepto do FCP a ter essa atitude. Se calhar não exagero se imaginar que um certo clube pediria explicações públicas do Miguel Relvas...

Nada contra o Gobern em particular, que considero um bom profissional em todas as outras coisas que faz.
Imagem de perfil

De PR a 04.04.2012 às 14:47

Pois, não concordamos.
Sem imagem de perfil

De Meneldor a 04.04.2012 às 17:55

Imaginem o que seria se fosse um jornalista a dizer, em pleno trabalho: "Nós temos 60 pontos, o Benfica59 e o Braga 58."
Sim, isto foi dito por um jonalista da sportv, no final do jogo Benfica-Braga.
E aqui, não há diferença entre ser um canal pago ou não, basta ouvir os comentários nas transmissões dos jogos (em que entre o Benfica) das modalidades na rtp2. Um nojo!
Sem imagem de perfil

De Seismilhoesum a 05.04.2012 às 00:03

"Um certo clube pediria explicações públicas ao Relvas" ..... não, tal não aconteceria. Bastaria mudar a letra a outra canção infantil. Ficavam logo irritadinhos!
Sem imagem de perfil

De João Bizarro a 04.04.2012 às 13:40

Nem mais Pedro.

Isto mete nojo.
Sem imagem de perfil

De Rosalino a 04.04.2012 às 14:03

Lamento ter de discordar de si. Efectivamente JG não estava ali como jornalista. Mas se ouvir o inicio do genérico do programa, Hugo Gilberto, irá verificar que é dito João Gobern ( Benfiquista) e Bruno Prata (Sportinguista) estarem ali com opiniões livres E INDEPENDENTES.
E como sou um acérrimo seguidor desse programa( embora sem estar colado a nenhuma dessas duas cores futebolisticas, ali representadas), nunca vi o outro comentador ter tais atitudes e criticas directas como esse Sr JG teve.
Inclusive se tiver um pouco de trabalho irá encontrar esse Sr JG a responder directamente ao presidente PC, sem este ter referido directamente o nome desse pseudo comentador "INDEPENDENTE". Aliás seria dar importância demais a esse Sr.

Agora não pode é querer tabelar tudo pela mesma bitola, sabendo que esse JG é antes do mais um anti PC e anti FCP.
Basta ver tudo o tipo de comentários feitos durante todos as edições do Zona Mista e verá que não é assim tão fácil de escamotear.

Como dizia Miguel Guedes num outro programa da mesma estação televisiva a propósito da disparidade e do deferencial dos tratamentos jornalísticos dados pelos vários jornais desportivos da capital.
Este é um mote de onde se deve partir para uma discussão onde podemos englobar o caso deste João Gobern.
Só demonstra que o que Miguel Guedes queria demonstrar tem factos concretos actualmente nos vários meios audiovisuais e escritos.

Já agora: como iria lidar caso numa das suas intervenções no programa desportivo da TVI, fosse confrontado com atitudes como estas que este João Gobern teve? Ou melhor: era capaz de uma atitude destas durante esse programa sabendo que era visto por milhões?

Rosalino

PS Achei no mínimo falta de bom senso e falta de capacidade mental/cultura desportiva.


Imagem de perfil

De PR a 04.04.2012 às 14:47

Não concordamos, mesmo.
Imagem de perfil

De brmf a 04.04.2012 às 16:26

Não é que interesse muito, mas o Bruno Prata, salvo erro, é portista.
Sem imagem de perfil

De redceltic a 04.04.2012 às 16:42

fiquei confuso com este comentário. Por definição um comentador livre não é aquele que diz o que quer sem pressão de ninguêm? insinua o autor do comentário que JG foi pressionado a festejar o golo não sendo por isso livre?
Outra quetão: miguel guedes é ou não comentador livre? e o programa em que participa afinal é semelhante???
para finalizar bruno prata é portista e não sportinguista como toda a gente sabe.
Sem imagem de perfil

De hint a 04.04.2012 às 16:52

Tem coisas que acontecem no futebol, não merecem ter o valor que lhes dão E isso que o JG faz, voce só vê os ataques que ele faz ao PC e a FCPorto , eu já vi ele fazer ao BENFICA E AO LFV , eu já vi ele a elogiar o PC e ao FCPorto . Por isso e que eu não gosto de voces , sempre mentem mentem mentem, ate quando. Todos sabem que ele e Benfiquista. E todos sabem que o outro e Anti Benfiquista.
Sem imagem de perfil

De RC a 04.04.2012 às 17:53

Responder, disse bem responder... se respondeu é porque inicialmente alguém lhe dirigiu a palavra. Mas lá está é mais um direito que não é consagrado... o direito à resposta também tem de ser abolido, porque há pessoas que não gostam.
Sem imagem de perfil

De Sergio Gomes a 04.04.2012 às 18:03

Sr Rosalino, não confunda ser a favor da verdade e da seriedade no desporto com ser anti-pc ou anti-fcp. Pode parecer confuso mas são coisas diferentes que se puser de lado a clubite acredito que entenderá...
Qualquer pessoa com 2 dedos de testa e séria vê que há pessoas que estão a mais no desporto, independentemente do clube a que pertencem.
Sem imagem de perfil

De Manuel Morgado a 05.04.2012 às 12:05

Alguém quer explicar aqui ao Sr Rosalino o que os termos "livre" e "independente" queres dizer? É que eles está algo confuso nessa matéria.
Sem imagem de perfil

De João Gobern a 06.04.2012 às 06:00

Rosalino:

Livre e independente sempre fui, porque nunca estive no ZM a transmitir posições da direcção benfiquista. Lembro-me bem de ter dito que a maior vergonha desportiva do ano aconteceu na Luz, quando se desligou a iluminação e se abriram as regas, impedindo os jogadores e adeptos do FC Porto de festejar o título. É mentira que Pinto da Costa nunca se tinha referido a mim: fê-lo por duas vezes, designando o senhor obeso do programa da RTP-N . Nunca desci ao nível, nunca me ouviram uma palavra sobre a sua vida privada, e o que critiquei foram algumas atitudes como dirigente desportivo e figura pública. Sugiro, para resumir, que não volte a falar daquilo que manifestamente não sabe. E não sabe, por exemplo, em que condições é que eu fui convidado para o ZM . Quanto à isenção e à imparcialidade, cada um acredita no que quer, até no Pai Natal. Eu, felizmente, fui ler a outra cartilha - aconselho-lhe um livro chamado "Ser Jornalista é tomar partido". Pode ser que se valorize e não apareça envolvido nesta manada de justiceiros que é tão bovina como hipócrita. Sem mais.
Sem imagem de perfil

De Rosalino a 06.04.2012 às 14:19

http://www.youtube.com/watch?v=QYd2z-luT2U

Eis aqui a sua resposta ao presidente do FCP.
Pode não ter entrado pela vida privada do Sr Pc. Mas pode sintetizar o que queria dizer com o " se esconder e fugir para Espanha".
Não precisa de me explicar, embora muitos por cá precisem dessa explicação. Logo embora tenha sido em resposta ao que o Sr PC disse sobre si, você retorquiu na mesma moeda. E posso lhe afirmar que não referiu o seu "nome" nunca.
Aliás o que Sr PC queria dizer sobre os Bin Ladens do desporto era generalizado a outros comentaristas que como sabemos aqui pelo norte, adoram dominar controlar e levar a manada( como você tb refere), para o lado que querem a nível jornalístico e de opinião.

Obrigado por me responder e ao mesmo tempo reafirmar aquilo que sempre pensei e que aqui muitos quiserem escamotear. Vocês estavam lá como jornalistas/comentadores.
Logo onde anda a sua ética jornalística e independente?
Ser jornalista independente nunca foi tomar partido de ninguém.
Aliás a ética jornalística exige que o próprio
Não pode agora é vir dizer que estava lá unicamente como jornalista seja isento e transmita o que realmente é a noticia. Sem subterfúgios e esquemas de orientação.
Não pode é agora fazer marcha á ré e dizer que o seu papel ali era unicamente como comentador e opinante.
Iria contradizer-se

Quanto á comparação com Miguel Guedes:
Sempre vi a Zona mista e o Trio de Ataque porque os formatos eram diferentes.
Num os comentadores eram identificados ao clube do coração e emitiam as suas opiniões nessa restrita base. Estando fora da orla da direcção do clube e podendo criticar os porprios dirigentes,

No programa em que participou e que eu já afirmei ser acérrimo assíduo, unicamente o via porque o programa deveria ter um formato diferente. Ou acredita que uma estação de TV iria ter o mesmo tipo de programa nos mesmos moldes?
Seria estúpido não?

Sempre vi o programa do Zona Mista sabendo realmente que era benfiquista. E via o programa como também leio os jornais a Bola e Record, para ver até que ponto são capazes de quererem fazer crer que são isentos nas suas opiniões e independentes.
Soa tudo um pouco a falso não é verdade?
E como o Sr João Gobern diz, eu também não acredito no Pai Natal.

Nunca esteve a transmitir as o opiniões da direcção benfiquista no ZM.
Mas no entanto quando a questão é Sr PC. a sua opinião é na linha directa tão consentânea quanto o Sr LFV e a chamada "manada", como você próprio refere no seu post.

Sabe Sr João Gobern. Sempre tentei ao ver o programa da ZM tentando não acreditar que o Sr nunca estaria ao nivel dos pseudo comentadores que actualmente a benficaTV tem.
Mas o seu gesto veio reafirmar que uma vez sendo benfiquista assumido e com tal fervor. Nunca seria capaz de se afastar do que popula nessa benficaTV.

Aliás você é primeiro a admitir que errou. Pois a sua primeira atitude foi por o seu lugar á disposição?
Tudo porque sabia que embora benfiquista, nunca deveria ali frente ás câmaras fazer o que fez.
E não como muitos anda por aqui a pregoar que são atitudes PIDESCAS...
Pide lembra-me o tempo da outra senhora. E isso até nem é bom para qualquer benfiquista lembrar.

Rosalino

Sr Pedro: desculpe usar este espaço e escrever tal testamento e possivelmente com muitos de erros.

Sr João Gobern. Não tome a minha atitude como sendo pessoal em relação a sua pessoa. Provavelmente é a famosa "inquisição" da imprensa escrita e falada lisboeta, que nos faz estar um pouco de pé atrás.
Como diria Miguel Guedes: as disparidades de tratamento em relação ao FCP da imprensa Lisboeta é desigual e de palas nos olhos.







Sem imagem de perfil

De João Gobern a 06.04.2012 às 06:06

Peço desculpa, Rosalino , mas esqueci-me de mais esta: esse homem que você cita, o advogado, cantor e comentador Miguel Guedes, foi um dos muitos portistas - e provavelmente o mais público - que se manifestou solidário comigo. E não o fez por mail ou SMS, fez questão de me telefonar pessoalmente. O que veio reforçar aquilo que eu já sabia há muito: que também ele é adepto, mas também ele faz questão de pensar (e bem) pela sua cabeça. Ou seja, meu caro, perdeu outra bela oportunidade para ficar calado. Ou pelo menos para não tentar falar de cátedra.
Sem imagem de perfil

De Rosalino a 04.04.2012 às 14:20

Já agora e para acrescentar algo mais ao meu raciocínio. Vejam esta edição do Zona Mista onde esse Sr JG entra em tudo o tipo de conflitos. Inclusive com o outro comentador Bruno Prata. Isto diz tudo o que é esse senhor, com uma capacidade doentia pelo seu benfica e pelos sentimentos anti Portistas e anti PC.
Aqui fica o link com a sua permissão:
www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=o89uGixbS98#!

Rosalino
PS desculpe a insistência. Achei que este aditamento traria algo de acréscimo ao meu pensamento
Imagem de perfil

De PR a 04.04.2012 às 14:49

João Gobern, como Miguel Guedes tem uma opinião. Não podemos, acho eu, é tirar regras de conduta a partir do sentido das suas opiniões.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 04.04.2012 às 17:55

Mas o Miguel Guedes não é doente... já passou esse estado há muito tempo, está num nível que já não se qualifica. Aliás, se calhar era justo exigir-se que não se comprem mais cd's da sua banda, porque simplesmente ele é doente a falar na RTP...
Sem imagem de perfil

De Pedro queiroz a 04.04.2012 às 14:24

Esta perseguição pidesca a tudo o que é vermelho começa a ter laivos de algum surrealismo. Primeiro aquela história do pai da criança preocupado com uma cantilena e que despertou um eco na comunicação social sem qualquer nexo e até comunicados de um clube que aos anos controla não só alguma comunicação social como mercearias de fruta ou cafézinhos. Depois esta autêntica limitação à liberdade de pensamento e de expressão (mesmo que contida). Há muito que se sabe que o Sr. João Gobern é benfiquista. Ele ao contrário de muitos pseudo-jornalistas ou comentadores nunca o escondeu. Teve azar pois é alguém com espinha direita que diz aquilo que pensa e enfrentou certos poderes. Há semelhança da sorte que já tiveram Ricardo Araújo Pereira ou José Diogo Quintela num conhecido jornal. O monopólio da comunicação social sedeado em grupos económicos com interesses em negócios como a transmissão de jogos de futebol está a conduzir a isto. Pensava-se que a RTP (empresa estatal paga por todos incluindo os benfiquistas) pudesse fugir a isto mas parece que não. Vivam os Pratas, os Barros, os Queirozes deste País esses sim isentos e sem cor clubista (já para não falar de muitos comentadores da Sport TV).
PS- Cada vez aprecio mais o pensamento livre desse grande comunicador que é o Sr. Pedro Ribeiro. Nos nossos dias é preciso coragem para demonstrar publicamente aquilo em que acreditamos ou que simpatizamos. Peço-lhe contudo que nunca veja um jogo do SLB enquanto tiver a fazer o maisfutebol senão ainda o expulsam por causa de um festejo. Um grande bem haja
Sem imagem de perfil

De fábio azevedo a 04.04.2012 às 14:49

Inteiramente de acordo. E acrescento mais. Então o Carlos Daniel jornalista pode fazer comentário "desportivo"?
Desde o início que sei do clube do João Gobern! Aliás os comentadores benfiquistas são quase todos conhecidos, desde o Rui Santos passando pelo David Borges... Pior, muito pior é quem se arma em comentador independente, rigoroso e credível e depois é vê-los nos corredores das televisões a festejarem os seus resultados e a praguejarem contra os outros clubes. Do Gobern quase toda a gente sabe ao que vai. Uma gigantesca hipocrisia a da direcção da RTP.
Sem imagem de perfil

De Afonso a 04.04.2012 às 15:42

Num programa tipo Prolongamento ou Dia Seguinte até seria normal ver os comentadores a festejar o golo do seu clube, mas neste Zona Mista o programa segue outros parametros, logo o JG deveria ter tido mais cuidado. Não sei até que ponto esta demissão não é exagerada, mas isso é lá com a RTP.
Sem imagem de perfil

De Emvooplanado a 04.04.2012 às 15:51

Boas, há quanto tempo não comento nada aqui..embora siga quase diariamente. A recuperação da operação está 5 estrelas?

Mas o meu amigo deu um tiro na mosca. O código. Tantos jornalistas ou serão jornaleiros (não, não são aqueles que vendem jornais, são os outros, os que se vendem) que mandam o código ás urtigas....ainda ontem o grande arauto da liberdade chamado Mário Crespo, deu o exemplo ao não se inibir de dar a sua opinião quando estava a moderar um debate. Jornalismo de opinião ou autor é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Mas é óbvio que o Gobern é muito á esquerda para o "status quo" instalado.
Temos pena mas votaram neles.

Comentar post


Pág. 1/3