Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estômago.

por PR, em 30.01.09

Dói ao menino. Na Farmácia deram-me Phosphalugel, que é uma solução liquida que parece leite e tem um sabor que não se parece com nada. A ver.

Mas o que me fica da ida á Farmácia (sim não fui ainda ao médico, mas fui á Farmácia como primeira medida profilática) é uma pequena multidão de senhoras reformadas, com uma delas a confessar à farmacêutica que estava ali "mais para falar um bocadinho com a menina". E que "há dias em que saio daqui e já não falo com mais ninguém até à noite".

E isso sim, foi o chamado murro no estômago.

Autoria e outros dados (tags, etc)


30 comentários

Sem imagem de perfil

De Vera Baeta Lima a 30.01.2009 às 11:37

Começando pelo princípio - o Phospalugel é um excelente protector gástrico. Tomei-o de todas as vezes que estive grávida e sofri da "azia" própria do estado. Adoro o sabor :)
Em relação às senhoras de idade, penso muitas vezes na solidão da terceira idade. Penso muitas vezes na solidão sentida pelas mulheres que, tal como eu, eram donas de casa e Mães no tempo da minha Avó e da minha Mãe. Eu estou em casa todo o dia, mas tenho a televisão, a Comercial, a Internet. Tenho o meu blog e o MSN. Contacto com dezenas de pessoas. Mas as pessoas de idade? Como sobevivem a tanta solidão?
Também me dói o estômago quando penso nisso e lembro a solidão da minha Avó. Que a levou.
beijos
as melhoras :)
Sem imagem de perfil

De Pinholas a 30.01.2009 às 12:26

... e com murros desses não há Phosphalugel que anestesie a dor! A solidão faz doer muito mais que o estômago... Quase me atrevia a dizer que faz doer a alma... (As melhoras! - nada de gorduras, evita comidinhas assim para o forte abusa de uma dietazinha de frango cozido e arrozinho, torradinhas com doce e chá, que ficas fino um abrir e fechar de olhos ) :)
Sem imagem de perfil

De Sónia F. a 30.01.2009 às 12:27

Quem manda o menino andar a comer croissants com creme mais fiambre e queijo e Planta? lololol Se bem que desde que soube que há pessoas que comem pão com uma camada de manteiga e outra de açúcar, para mim já tudo é possível...as melhoras do dói-dói! Já agora, espero que o teu filhote esteja a melhorar!
Quanto à solidão porque é disso que estamos a falar, muitas vezes escolhemos ter momentos de solidão porque aquele silêncio é absolutamente necessário para que tudo depois faça mais sentido. Escolhemos não ouvir uma voz a chamar-nos para isto ou para aquilo, escolhemos não estarmos atentos ao que nos dizem porque só nos apetece andar noutra sem olhar para os outros, escolhemos...mas essa solidão de que falaste não é escolhida, não é desejada, nem é bem recebida! É imposta pela vida e que traz a quem já pouco se sente capaz para uma série de coisas, uma sensação de vazio que muitas vezes não conseguem contrariar e que acabam por se render a ela. Ficam encostados à solidão até que a morte os separe. Com 10, 20, 30, 40 ou 50 anos as pessoas geralmente olham para a vida com a força dos sonhos porque falta muito para o percurso acabar, mas quando ele está bem perto disso, as coisas deixam de fazer sentido e o querer deixa de existir! Parece que a lógica da maioria das vidas é: cresceres e aprenderes o toque das emoções. Depois, constróis uma família, tens amigos, tens um emprego e entras numa "fase constante" onde por alguns anos tudo isto parece se manter com toda a naturalidade do mundo mas, mal te dás conta que caminhas para uma nova fase de turbilhões em que as pessoas que conheces, desaparecem aos poucos. Começas a ter algumas doenças que te tornam frágil, tão frágil que muitos te abandonam ( e é quando não são os próprios a quem deste origem...) e ficas ali como o elo mais fraco à espera que te levem para um outro mundo, vida ou o quer que haja depois da morte! Para aquelas e outras senhoras e senhores (são tantos...) que viste na farmácia ter atenção de alguém mesmo que esse alguém não lhe seja muito, faz valer a pena aquele dia! O Homem não foi feito para a solidão...degrada-se facilmente! Cabe a cada um de nós não se render...
Beijinhos e um óptimo fim-de-semana!
Sem imagem de perfil

De maria a 30.01.2009 às 12:28

Olá. Sou da opinião do Vasco, nem sei como é que ainda estás vivo, depois de comeres aquela mixórdia, do crissant com creme, queijo, fiambre e planta, só de imaginar até eu fico com dores no estômago. As melhoras e vê lá se aprendes!
Relativamente à senhora da farmácia, é terrível. Na 4ª feira vi uma reportagem na rtp sobre a violência na 3ª idade e fiquei completamente chocada. Pessoas que fizeram tantos sacrifícios, que deram tanto amor, carinho e sobretudo deram vida a outras, são completamente abandonadas, gozadas, usurpadas, violentadas de toda a espécie, mas no fundo o que mais as magoa é não receberem o carinho e o amor a quem elas já deram.
É muito triste a fase final de uma vida ser assim tão cruelmente só.
Beijinhos. Até breve
Sem imagem de perfil

De Rute a 30.01.2009 às 12:32

Uma vez, acabadinha de entrar dentro do carro para ir para o trabalho, bateram no vidro. Assustei-me, mas depois reparei que era uma velhot, com um ar muito frágil e uns olhos muito tristes. Ela pediu-me" por tudo, que a levasse a casa. Que já não conseguia andar. Que tinha ido muito cedo para o centro de saúde, mas que depois de horas de espera, o médico telefonara a dizer que não ia, que marcassem para outro dia! E ela ali estava, a meio caminho, sem conseguir dar passada! Sem dinheiro para taxi, sem familia que a levasse. Claro que levei a senhora. E quando a deixei à porta de casa, de uma casa vazia, depois de mil agradecimentos, o tal murro do estômago acompanhou-me o resto do dia.
Sem imagem de perfil

De anatem a 30.01.2009 às 12:38

A solidão dos idosos é uma realidade muito triste no nosso País. Eu tive uma tabacaria na Mouraria e tinha clientes idosas que passavam horas a falar comigo e a desabafar, todos os dias.
As melhoras e bom fim de semana.
Sem imagem de perfil

De Gira a 30.01.2009 às 13:12

O resultado só podia ser esse, não é???
Depois de tanta mistura estavas à espera de milagres?
A minha sorte foi que estava no estacionamento do emprego e saí do carro disparada! Até fiquei enjoada com a mistura!
Como dizia o outro: quando a cabeça não tem juizo, o corpo é que paga!!!

É triste perceber que muitos idosos vivem nesse abandono. E muitas vezes estão ali mesmo ao nosso lado.
Sem imagem de perfil

De ana a 30.01.2009 às 13:13

Confesso que pensar na solidão de alguém me deixa os olhos cheios de lágrimas.
Sem imagem de perfil

De p-estrangeiro a 30.01.2009 às 13:24

A Solidão é triste, muito triste. Infelizmente há imensas pessoas sozinhas no mundo e a que nós simplesmente não ligamos. Não por sermos insensíveis e não nos preocupar-mos, apenas porque vivem sós no seu canto e nós nunca os vamos procurar. Estamos atarefados na nossa vida que esquecemos quem está à volta.

Dizia August Srindberg : "No fundo é isso, a solidão: Envolvemo-nos no casulo da nossa alma, fazermo-nos crisálida e aguardamos a metamorfose, porque ela acaba sempre por chegar"
Sem imagem de perfil

De Carlos Soares a 30.01.2009 às 15:05

Grande Pedro antes de mais realçar que, apesar de ser cliente assiduo deste espaço é a primeira vez que o comento. Em primeiro com a intenção de desejar te as melhoras, estou convencido que uma vitória do nosso Glorioso amanha na Luz será crucial na tua recuperação plena. E depois expressar a minha admiração pelo teu trabalho a vários niveis, e pela pessoa que, dentro do possivel conheço...aquele abraço

se tiveres um tempito podes dar uma voltinha pelo meu buebuelonge.blogspot.com ;)

Comentar post


Pág. 1/3