Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




10-22. Perdem todos.

por PR, em 10.02.18

Quando um pai olha para uma filha, que ama como ama todos os seus filhos, mais do que a sua própria vida, e pensa: é uma injustiça incompreensível, esta coisa de ter apenas 10 dias em cada mês com ela. E ela com o pai, com os irmãos, com a mulher do pai, que a trata com o amor com que trata todos, numa casa que é dela também.

Semana sim, semana não,  de quinta a segunda.  Ou seja, nunca, a não ser nas férias, esta criança passa terças e quartas-feiras com o pai, os irmãos e por aí fora. Nunca. 

Faz sentido? 

Não entendo como não é por default uma semana com a mãe outra com o pai. E como há pais e mães que não percebem que é esse o interesse da criança, um equilíbrio que é necessário defender intransigentemente.  

Em tempos de justa mobilização pela defesa de direitos elementares, é talvez hora de lutar também contra esta discriminação, que é tantas vezes prejudicial às crianças visadas e às suas famílias.

Além de ser uma profunda dor, permanente como uma moínha que está sempre ali, pela vida fora, enquanto o tempo passa, as crianças ficam a perder e ninguém ganha.

Ninguém.

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Imagem de perfil

De marta-omeucanto a 05.02.2018 às 15:19

Aqui na zona, o juiz encarregue dos casos de regulação de responsabilidades parentais é a favor da guarda partilhada, e quase todas as suas decisões vão nesse sentido, nem sempre agradando a alguns pais/mães.
Acho que tudo depende da disponibilidade, condições, idade e consequentes necessidades da criança de acordo com essa idade, e vários outros factores.
Nem sempre a guarda partilhada é o melhor, tanto pelo lado do pai, como pelo da mãe. Há pais a quem os filhos estariam mais bem entregues do que a algumas mães.
Mas acho que o modelo: "estar com o pai de 15 em 15 dias", já começa a estar ultrapassado, e a deixar de fazer sentido.

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.