Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Eles estão bem.

por PR, em 31.07.16

Mas uma pessoa nunca se habitua. Será que, um dia,quando forem grandes, vão perceber o que é essa falta, esta saudade, quando não estão connosco? De como a noite é tão menor sem a possibilidade de ouvir a sua voz para irem à casa de banho ou a escaparem da cama para, corajosamente, tentarem ganhar uns minutos extra na sala? De como é maravilhoso poder olhá-los antes de ir dormir, e estar ali um bocado. Ver um filho a dormir é a imagem mais concreta de paz de que consigo lembrar-me. Eles estão bem. Nós também, com eles aqui. É a vida.

Autoria e outros dados (tags, etc)


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 02.08.2016 às 15:21

Coragem! A cura para essa dor está contida no próximo abraço que eles lhe derem.
Imagem de perfil

De meialaranjainteira a 02.08.2016 às 16:20

É. É a vida, com "pedaços de nós a crescerem fora do nosso corpo".
Um dia vão perceber. Quando forem eles a contemplarem o sono descansado de um filho a dormir. Só aí vão entender o vazio de não estarem presentes...
Acho que é assim que funciona. É a vida. Como a velha questão das matrioscas, dos filhos das babies e as babies dos filhos, ou qualquer coisa assim parecida! ;)
Sem imagem de perfil

De BlueAngel aka LN a 03.08.2016 às 10:43

Ver uma criança que se ama a dormir transmite uma paz que nenhuma palavra consegue descrever. Nenhuma!
Sem imagem de perfil

De Cristina a 12.08.2016 às 22:09

Olá Pedro,
venho aqui regularmente e nunca comentei, mas hoje tinha de ser porque percebo todo esse texto com intensidade. Mas nunca nos habituamos mesmo..
Bj e boas férias

Comentar post