Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Estive fora de Portugal, e, ao chegar, abri a caixa de comentários do blog e levei logo com mimos do género "deixa-te de merdas e fala mas é de bola" ou o aguçadíssimo "Curioso, este ano não há posts futebolísticos". :-) Vamos a isso.

Na semana passada, comentei com amigos meus, portistas e benfiquistas, que estavam criadas as condições para o Benfica levar uma cabazada no Dragão. Infelizmente não me enganei.

Jorge Jesus atravessa uma crise de forma, com uma grande inflamação ao nível do ego, e, claramente, perdeu empatia com a equipa. Isto mais as contratações falhadas, aquelas que podiam ter sido feitas e foram "esnobadas" por um treinador que se sentiu, de repente, tocado pelo dom da infalibilidade. Isto e um adversário mais forte, com outro andamento e outra mentalidade. Estive a ver o jogo agora e é claro que André Vilas Boas deve estar agradecido a Jorge Jesus. Na Supertaça recebeu moral e ganhou tempo, que se tivesse perdido não teria tido, e agora teve passadeira vermelha para golear tacticamente, de uma forma flagrante, um Jorge Jesus que assim teve o que pedia há muito: um banho de realidade. Uma realidade agora clara, mas que as arbitragens desastrosas, para não lhes chamar viciadas, do Benfica-Académica e do Guimarães-Benfica; e a terrível barraca de Roberto no Nacional-Benfica, permitiram esconder durante demasiado tempo. Jorge Jesus, se fosse um jogador, precisava de ir treinar uns tempos com a equipa B, tal a dimensão da bolha em que tem vivido. Hello!:-)

Está em má forma, e em negação dessa má forma, adoptando uma politica de terra queimada que não permite reacção, enquanto não perceber que este Benfica é outro, o Porto é agora melhor, e só um JJ que sinta que sim precisa de provar tudo outra vez, pode ter força para voltar a erguer, que a época, afinal, ainda agora começou. Mas tem de aprender que também comete erros. Que às vezes custam pontos.

O 5-0 do Dragão é natural.  André Vilas Boas deve estar agradecido a JJ, mas tem o seu mérito. Conhece a táctica do Benfica profundamente. JJ conhece Hulk e teve medo. Foi essa a diferença.

O Porto foi a equipa equilibrada que tem sido, com a força extra que advém de mentalidade de conquista e confiança, contrastante com uma equipa do Benfica já derrotada à partida, com jogadores atónitos com as opções do treinador, com medo de olhar o adversário nos olhos, e sabendo que, este ano, se o adversário marca, acaba tudo. E vai ser assim, enquanto não reconhecer que lhe falta humildade, enquanto equipa (que não é o mesmo que dizer que os jogadores são uns pavões armados em bons, atenção!) Mas as equipas são o espelho de quem as lidera. E os jogadores sentem que, quando um treinador muda a estrutura da equipa em função de um único jogador adversário, das duas uma: ou é um génio ou está cheio de medo. Ora como a equipa tem memória, sabe que, da última vez que Jesus teve medo e fez uma equipa com esta estrutura, levou 4-1. Daí a um 5-0 é uma questão de mais ou menos Fernando Torres, mais ou menos Hulk. E em Liverpool, Ramires e Di Maria estavam em campo, o problema não é esse!

Voltando ao jogo do Dragão, João Moutinho é um jogador tremendo e a melhor aquisição do Porto esta época, remetendo para o banco um Ruben Micael que no Benfica seria titular, de caras. Hulk é extraordinário, Falcão (que Jesus descobriu e o Porto roubou numa madrugada longa, de abertura de cordões à bolsa à matador) é um avançado que, se tivesse estado na Luz na época passada, teria marcando alguns 40 golos e

é, de longe o melhor ponta de lança a actuar em Portugal. Varela está bem, mesmo que não seja, na minha opinião, um fora de série. Mas desequilibra, numa equipa em alta, como é o caso.

O Benfica conseguiu o impensável, e é um caso clínico: acabar com a onda da época passada em pouquíssimo tempo, matar, em poucos meses, a confiança em jogadores nucleares como David Luiz, Saviola ou Javi Garcia. Neste jogo, pegou no seu único jogador em grande forma, Fábio Coentrão, e colocou-o fora da posição em que ele, de facto, brilha. E o pior: por receio. É o mais me custa: ver o Benfica entrar em campo com medo. Isso não é o Sport Lisboa e Benfica, ir ao Porto, como escreve Miguel Esteves Cardoso no Público, "para não fazer nada e comer bem". Não é só o levar cinco na pá, é perceber que já se entrou em campo a perder.

Este jogo reforçou também a certeza de que Sidnei é um erro de casting. E depois, a cegueira vigente no seu ponto mais cristalino: está o Benfica a levar baile e a passar o título ao adversário mais directo, numa postura humilhante de quem não tem cabeça para mais e qual é a decisão iluminada: lançar em campo um jogador que não jogava há dois meses, coitado do Ruben Amorim.

Saviola deve ter tido uma semana de treinos miseravel, só pode!

Agora...deve Jorge Jesus ser despedido? Não, na minha opinião, não! É um grande treinador, um treinador campeão, que, por estar a passar um mau bocado, deve é ser ajudado. E reconhecê-lo. Jorge Jesus está a precisar da equipa, da estrutura que o acompanha, e dos adeptos, que tanto lhe devem, e não podem deixar de ter memória e gratidão, que também é disso que se faz um grande clube. E por falar em valores:

As bolas de golfe para o campo, a galinha viva para a área do Roberto, o grito "SLB fdp SLB" gritado com fúria e alegria por adeptos de um clube rival são coisas feias, que mostram que o Benfica é ainda muito grande e temido. Só isso explica tanto empenho em tentar espezinhá-lo, no campo e fora dele. Se eu vir o Benfica dar 5 seja a quem for, garanto que só gritarei pelo meu clube, é óbvio. São coisas feias que não fazem justiça aos próprios jogadores do FCP, que mereciam mais dos seus próprios adeptos.

Mas nada disto retira justiça à vitória azul, nem brilho ao futebol que o Porto apresenta (tal como a rábula do túnel da Luz, na época passada, não podia ter sido usada de forma tão flagrantemente demagógica, para tentar tirar brilho ao título encarnado, conquistado com justiça e mérito indiscutíveis). O Porto atropelou o Benfica, sem espinhas, e vai ser, naturalmente, campeão.

Mas se Jorge Jesus e o Benfica aprenderem com esta derrota...ainda há muita época pela frente. Incluindo um Benfica-FCP, na 2ª volta.

Lá estarei, pela minha parte, com a mesma fé de sempre.

Autoria e outros dados (tags, etc)


74 comentários

Sem imagem de perfil

De Joana a 09.11.2010 às 00:35

Falou e disse.
Alguém que meta este texto no balneário, por favor!
Sem imagem de perfil

De Exilado a 09.11.2010 às 08:53

Não, Joana, alguém que meta o Pedro Ribeiro no balneário, isso sim!
Sem imagem de perfil

De JC a 10.11.2010 às 15:23

E uma bomba não ?
Sem imagem de perfil

De Papoila Maria a 09.11.2010 às 10:51

Obrigada, Pedro, pela tua análise lúcida e esclarecida. Sem perceber nada de futebol tenho sentido a equipa alheada, distante e triste, tão diferente da da época passada. A ganhar sempre sem convicção (tirando a primeira parte no jogo contra o Lyon).
Por mim punha este texto dentro de um envelope e mandava-o para o Jorge Jesus. Será que aprendeu alguma coisa com a vergonha que passou no domingo? Espero bem que sim.
Saudações benfiquistas e no próximo fim de semana lá estarei.
Sem imagem de perfil

De Afonso a 09.11.2010 às 01:11

Este não é o SLB do ano passado e o inicio de época demonstrou isso mesmo. Mas Pedro não consigo perceber a falta de humildade de JJ. Como é que ele se vem gabar de terem 5 vitórias consecutivas e sem golos sofridos? Para quê isso? Parece que no Domingo pagou caro pelo que disse. Nisso o AVB é irreprenssível, não se gaba, não é convencido e quem disser o contrário não anda a ver as mesmas entrevistas que eu...

Quanto ao jogo em si, é óbvio que o FCP foi claramente superior, mas o problema não foi só as decisões do JJ, os jogadores simplesmente não jogaram nada. E porquê?? Porque o porto foi mais forte!

Concordo plenamente com o que dizes referente às bolas de golfe, mas há adeptos de outros clubes que têm atitudes menos bonitas e não é por isso que temos de generalizar e neste caso é algo que a claque ainda não percebeu que é completamente inútil, mas o frango teve MUITA piada!!!

E quanto ao grito "slb filhos da p*** slb" também me faz alguma confusão, mas isso é feito contra os adeptos e pessoal do clube e não contra o clube em si! A rivalidade é cada vez mais entre as pessoas do que propriamente entre clubes. Mas dizeres que os próprios jogadores mereciam mais dos seus próprios adeptos já é tocar num assunto que não conheces. Não estiveste no Dragão, logo falas de algo que não sabes, porque não fazes ideia do ambiente brutal que se viveu. Os SuperDragões são a maior claque a nível nacional, estão constantemente a incentivar os jogadores e apenas de vez em quando entoam o referido cantico. Este Domingo eu estive no Dragão e foi do principio ao fim (como em todos os jogos) sempre a gritar pelo clube e jogadores ou cantar músicas como a do beijinho (ora dá cá um, e aseguir dá outro, ora dá mais um...) entre outras. Repito uma vez mais que esse cantico também não me agrada, mas não é propriamente quando o FCP está empatado ou a perder (o que raramente acontece) que o publico se lembra de cantar isso! Há plena noção de quando se tem de incentivar a equipa e quando já está tudo controlado e se pode partir para o confronto verbal com os adeptos rivais.

A grande rivalidade é entre adeptos, mais nada!

Quando o SLB receber o FCP, dificilmente levam mais 5 mas decerteza que o FCP não sai de lá derrotado. E estou para ver se depois de todas as criticas às bolas de golfe, se alguns adeptos também não se vão lembrar de fazer o mesmo. Mas até lá...ainda o porto é matemáticamente campeão!
Sem imagem de perfil

De Papoila Maria a 09.11.2010 às 13:56

Não estive no Dragão, nem tenho intenção de alguma vez lá ir, ma vejo os jogos e oiço os Super Dragões cantarem a referida canção em qualquer jogo, contra qualquer adversário, sempre que a equipa marca um golo. Não percebo muito bem estes incentivos aos jogadores. E realmente o AVB não se gaba, mas em todas as antevisões aos jogos do Porto passa a vida a falar do Benfica e não ´«e bem, claro!
Imagem de perfil

De RuiMaia a 09.11.2010 às 14:36

Eu provavelmente deveria estar a ter alucinações, (deve ter sido dos golos) porque na minha televisão, pareceu-me ouvir gritar o tão malfadado cântico que os selvagens cantam, durante toda a partida, em alguns momentos parecia até que estávamos em pleno estádio da Luz, mas quando chegava a parte que os trogloditas, insultavam as mães do SLB (que eu nem sabia que o SLB tinha mãe, e que por sinal era uma meretriz), aí apercebia-me que de facto, estávamos no estádio do dragão. Enfim, se calhar o senhor lá no estádio não conseguia ouvir. Ou isso ou outra coisa, mas para tal, e para eu lhe poder explicar, teria primeiro de lhe dizer o que é o quociente de inteligência, mas neste momento não me posso dar ao lixo de perder um dia inteiro, para o fazer.
Saudações desportivas.
Sem imagem de perfil

De P.A. a 09.11.2010 às 17:14

A esconder o sol com uma peneira, hein...
Imagem de perfil

De Dylan a 10.11.2010 às 10:10

Espero que quando vierem à Luz, e já que achou tanta piada ao frango, que os adeptos benfiquistas encham o campo de fruta, de preferência saída de arcas congeladoras! Vai ter muita PIADA!...

Quanto a Villas Boas, já deu provas que perdeu a humildade que trazia de Coimbra. Expressões como "tenho a certeza que vamos ganhar" ou "tenho a certeza que foi penalty", em Guimarães, destronam a sua teoria, por mais entrevistas que leia.
Sem imagem de perfil

De carla a 10.11.2010 às 22:33

Depois de ter dito isso em Guimarães e ter percebido que errou, porque, de facto, estava errado, o AVB admitiu-o e pediu desculpa. A isto eu chamo humildade. E é tão raro!

Excelente texto! Como sempre, aliás :).

Imagem de perfil

De Dylan a 10.11.2010 às 23:03

Cara, está errada. O homem de facto admitiu que se enganou mas continuou a criticar a arbitragem. Ainda tem muito a aprender com Robson...
Sem imagem de perfil

De Monica a 09.11.2010 às 01:25

Touché. Saudações benfiquistas!
Sem imagem de perfil

De Monica a 09.11.2010 às 01:25

Touché. Saudações benfiquistas!
Sem imagem de perfil

De João a 09.11.2010 às 01:32

Grande comentário, grande texto. Concordo com tudo o que foi dito. Ontem foram 5-0 e até podiam ter sido mais, tal não foi a atitude da equipa. Sou Benfiquista e aquilo que aconteceu envergonha qualquer benfiquista. Mas acho que era mesmo necessária uma coisa destas assim, pode ser que abram os olhos de vez, e compreendam que é necessária uma limpeza à cabeça dos jogadores, treinadores, dirigentes. Isto de se começar a época a pensar que por serem campeões o ano passado será mais fácil, foi um erro tremendo, e agora estão a pagar por isso.

Um abraço
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 09.11.2010 às 02:22

Epá, touché! Certeiro, como sempre, caro amigo Ribeiro. Disseste tudo. Ainda somos campeões. E para o ano há mais. Força Benfica!

Paulo Garcia
Sem imagem de perfil

De Anselmo Damásio a 09.11.2010 às 03:11

Eu retiro todo o mérito ao porto, e aquela espécie de super herói de segunda.
O JJ, armou-se em robin dos bosques e ofereceu uma vitória ao adversário mais directo, como já tinha feito há uns meses atrás em Liverpool.
Existe um pormenor que esquecemos, fora da catedral o JJ ainda não ganhou a nenhuma equipa das chamadas grandes.
É campeão nacional, mas os verdadeiros campeões veem-se nas derrotas, quando assumem os erros que cometeram. Isso o JJ, não consegui-o fazer.

VIVA AO BENFICA
Sem imagem de perfil

De Pedro Nascimento a 09.11.2010 às 03:31

mais nada!
Sem imagem de perfil

De Exilado a 09.11.2010 às 09:03

Concordo com tudo que disse, dito de forma irrepreensível. Mas atenção, é bom que nunca esqueçamos que esta vitória (e muitas outras que por aí virão) são também fruto da corrupção.

Corrupção essa que deu resultados e um consequente estofo financeiro ao FCP que permitiu "roubar" dois jogadores que estavam quase certos no Benfica (o tal magnífico Falcao e outro não menos magnífico Álvaro Pereira). E ainda permite dar quase 10 milhões por um tal de Hulk do campeonato japonês e mais 11 milhões por Moutinho. E permite também caras contratações falhadas como Rodríguez & Rodríguez para, mais uma vez diminuir o adversário.

Os efeitos nefastos dos período negro (já acabou?) do futebol português perduram e perduram. E o mais trágico de tudo é que dão margem zero para disparates como os do JJ ou do Vieira. Só com muita inteligência e algum jogo sujo por trás se poderá inverter este ciclo do FCP!
Sem imagem de perfil

De João Monteiro a 09.11.2010 às 15:08

Que anormalidade de comentário este do Sr. Exilado! Não sou portista nem benfiquista, mas é este tipo de comentário que inflama as pessoas e as levas a actos tão nojentos como atirar bolas de golfe a jogadores de futebol e a autocarros das equipas adversárias.

Pedro, como estiveste fora não pudeste comprovar o respeito e a tentativa de pacificação que os dirigentes de ambas as equipas tiveram na semana anterior ao jogo. O seu silêncio foi de louvar.

Pena é que alguns inergumenos Portistas (e não Portuenses) tenham atitudes completamente anti-sociais e extremamente reprováveis.
Pena é, também, que, mais uma vez, o Sr. PC não tenha sabido ganhar e tenha feito comentários jocosos e irónicos para com o Benfica. Será que ainda não percebeu que esses comentários tiram mérito a tudo de bem que o FCP tem feito?

Abraço.
João Monteiro
Sem imagem de perfil

De Exilado a 09.11.2010 às 17:26

Já que classifica o meu comentário de anormal, poderia rebater algum dos meus argumentos? O que inflama as pessoas é a verborreia dos dirigentes e a passividade da justiça, não o comentário de um mero exilado como eu. Mas ainda bem que há normais como o senhor para pacificar as coisas.

Se não entendeu eu explico: o meu comentário é precisamente para que, num momento de sobrevalorização do mérito portista, ninguém se esqueça também do mal que já causou ao futebol português, mormente a Benfica e Sporting.

Deixo-lhe uma pergunta: imagine-se dono de uma empresa que entra em declínio porque uma concorrente, com base em jogo sujo, lhe rouba o mercado. Por muito que a empresa rival depois prospere, vai conseguir valorizar-lhe o mérito? Talvez, se for muito esquecido...

Sem imagem de perfil

De João Monteiro a 10.11.2010 às 12:38

Partindo do princípio que aceito a sua ideia (a qual não consigo compreender), só pergunto se o Porto e o Sporting não se deverão também queixar, seguindo os SEUS ARGUMENTOS e ideologia, de concorrência desleal praticada a favor do Benfica por parte do regime salazarista. Lembro que nessa altura o SLB era a equipa do sistema e a corrupção corria a seu favor. Mas esta parte da história, concerteza, já não lhe deve interessar.
Afinal parece que o único prejudicado é o Sporting...coitado, e todos os outros clubes que alguma vez quiseram crescer.

O que disse acima só serve para rebater os seus argumentos visto que não concordo minimamente com esses argumentos. Há que dar mérito ao SLB pelo que fez no período salazarista (venceu em portugal e na Europa) e ao FCP pelo que tem feito no período pós 25 de Abril (venceu em Portugal e na Europa).

Por muito que não se goste do PC (e eu não gosto) ele conseguiu organizar o clube e torná-lo ganhador (apesar de algumas manobras menos claras) ao contrário de SLB e SCP que vivem em constante ebulição. Acho que se deve dar real mérito ao FCP e demérito aos seus rivais.
Sem imagem de perfil

De Exilado a 10.11.2010 às 14:01

Contra-argumentar não é o mesmo que rebater argumentos, mas por mim já basta. Não vou entupir mais estes dias úteis com conversas inúteis.
Imagem de perfil

De Dylan a 10.11.2010 às 15:51

Toda a gente sabe que o clube do regime era o Sporting CP. É só ver quem eram os seus dirigentes, na altura. O Estado serviu-se do Benfica - clube maioritariamente do povo - para calar a revolta, para angariar simpatia, para afirmar-se nas províncias ultramarinas. O Benfica era tanto o clube do regime que foi dos últimos a ter estádio próprio, andando com a casa às costas anos a fio.
Sem imagem de perfil

De Rui a 15.11.2010 às 11:58

Sem querer intrometer-me no diálogo acima, não pude deixar de ler pela enésima vez e actualmente muito recorrente, a associação perfeitamente absurda, gratuita e de uma ignorância atroz que é feita entre o Sport Lisboa e Benfica e o regime ditatorial. Se o leitor João Monteiro, que apoda com alguma facilidade comentários alheios de anormais, se der ao trabalho de verificar alguns factos notará que, não só pela origem bem diferente de cada grupo de pessoas que fundou cada um dos 3 grandes como por posteriores episódios, mormente ligados à história do Sport Lisboa e Benfica, essa associação não faz sentido absolutamente nenhum. É evidente que houve uma aproximação, porém da parte do regime, para aproveitar o sucesso que o Benfica estava a ter na Europa e utilizar essa colagem em benefício próprio.
Penso que terá algumas noções básicas de história portanto imagino que entenda a dificuldade que assistiria a salazar apoiar um clube cuja cor dominante era o vermelho, uma das distinções da União Soviética. Talvez também conheça a designação de "encarnados" que é dada ao Sport Lisboa e Benfica, pondere então um pouco por não seria "vermelhos" . Haverão ainda um ror de razões que investigará se lhe aprover, deixo como último exemplo maemática simples e "normal": Ora, o Estado Novo teve início em 1926 e começou a desintegrar-se em 1961 com as crises estudantis e a guerra colonial. Pois foi precisamente na fase mais conturbada do antigo regime que o Benfica emergiu como força dominante do desporto português. Nos primeiros vinte e cinco campeonatos nacionais (entre 1934 e 1959, ou seja o período mais relevante do Salazarismo), a lista de vencedores é encabeçada pelo Sporting com 10 títulos, seguindo-se o Benfica com 9, o F.C.Porto com 5 e o Belenenses com 1. O Benfica era tão apoiado pelo regime que o clube escolhido pelo regime, por convite, para participar na 1a Taça dos Clubes Campeões em 1956 foi o Sporting apesar de o Sport Lisboa e Benfica ter sido o campeão na época transacta. Noutro registo repare apenas que nos 20 anos seguintes ao 25 de Abril (de 1975 a 1995) o Benfica ganho 10 campeonatos nacionais, o porto 9 e o sporting 2. Não me parece que a revolção tenha criado qualquer quebra de performance por parte do SLB.
Grassam inúmeros exemplos contrários evidentes, aliás nem nunca tinha ouvido esta tese, porém ultimamente é o argumento primário: "Ah e tal, o Benfica só ganhava por causa do Salazar.". Esta afirmação é uma aberração sem qualquer fundamento mas vinda de onde costuma vir. Não tentem repetir uma mentir vezes sem conta para ver se se torna verdade. Não torna! Por estar mais que cristalino e patente aos olhos de todos, vide youtube, que de à uns anos a esta parte e actualmente existe um regime sujo e falseador que levou determinado clube a um determinado sucesso (reconheço algum mérito sim mas não todo, é-me impossível lamento), não tentem denegrir conquistas meritórias, para desonestidade já basta a primeira.
Saudações Benfiquistas e Desportistas (e um obrigado a quem leu isto até ao fim ;)

Um link interessante: http://www.zecadiabo.com/?p=11403
Sem imagem de perfil

De Miguel Tapada a 09.11.2010 às 09:28

Brilhante Pedro. Brilhante! Como benfiquista não podia estar mais de acordo.

Comentar post


Pág. 1/6