Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sempre tive um enorme fascinio pelos documentários da vida selvagem. Desde criança que sou capaz de passar horas a vê-los, e esta semana foi uma pancada no coração, ler a entrevista de Chris Palmer. Numa entrevista publicada na Sábado (Não encontro o link no site da revista, mas deixo aqui a notícia publicada noutro sítio).

Ele, que fez muitos filmes deste tipo, vem agora contar que muitas das cenas são encenadas: desde animais de cativeiro que são treinados para fazer de conta que estão a caçar, um esqueleto de baleia colocado no fundo do mar para criar dramatismo, todo o tipo de artimanhas usadas para poupar recursos e tempo, cumprir prazos e manter a audiência satisfeita, abaixo custo.

A entrevista publicada na Sábado é assombrosa, e um golpe no fascínio que sempre senti por estes trabalhos, que vi, até agora, com base na mais infantil e, pelos vistos, ingénua boa fé.

BBC Vida Selvagem, National Geographic, Discovery...é tudo treta?

Não posso crer! Quero pensar que nesta, como noutras actividades, há trigo e joio.

Mas como distinguir?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


31 comentários

Sem imagem de perfil

De Cristiano Moreira a 25.10.2010 às 11:30

Estou chocado. É só.
Sem imagem de perfil

De Francesca a 25.10.2010 às 11:51

Por acaso o meu marido tb ficou chocado mas eu nem por isso. Limitei-me a pensar que em como tudo na vida há orçamentos limitados e eles (quem vai p a Natureza) não pode passar 1 ano à espera da cena brilhante entre 2 cobras e que vai ficar bem na TV. Há que dar uma ajudinha. Desde que a informação passada seja a correcta e não andem a enganar ninguém, vou achando normal

http://mefrancesca.blogspot.com
Sem imagem de perfil

De zé a 25.10.2010 às 13:05

bolas..

também estou chocado!
Sem imagem de perfil

De the-bigfox.blogspot.com a 25.10.2010 às 15:06

xiiiiiii devem andar a aprender com os tugas politicos.....
ó Pedro diz-me uma coisa que me foi perguntado eu não soube responder mas fiquei intrigado, o facto dos presos poderem ter sexo pelo menos uma vez por mês e a Carolina ter sido obrigada a trabalho comunitario está de alguma maneira ligado ou não?
abraço
Sem imagem de perfil

De Ana a 25.10.2010 às 15:47

Pedro Caldeira,
Tudo na vida tem o seu reverso! Sinto-me devoluta de palavras e, confesso-me surpresa.

Semelhantemente ao Pedro o fascínio que nutro por documentários que relatam a vida selvagem de deslumbrantes espécimes que a natureza habilidosamente criou, aprimorou-se com a idade e, nos dias de hoje são prazeres convictos e, dos quais não abdico.

Pessoalmente, Pedro, prefiro debruçar-me no reverso da sua descoberta … i.e., debruçar-me na informação que assimilo por reputados operadores de câmara, utilizando revolucionárias tecnologias de filmagem, protegidos nas mais recentes investigações científicas e, que aprazivelmente levam-me a uma excursão belíssima pelo mundo dos mais fascinantes espécimes que a natureza gentilmente nos oferta.

Ana

Sem imagem de perfil

De genetaska a 25.10.2010 às 19:29

... Caldeira...?!
Sem imagem de perfil

De Ana a 25.10.2010 às 15:48

A Natureza é imprevisível e sempre pensei que eles deviam passar horas e horas para conseguirem aquelas imagens.
É triste ficarmos sem saber até que ponto estamos a ver algo real ou mera ficção mas já devíamos estar habituados ao engano e a estas "ilusões" que os meios de comunicação nos passam diariamente.
O certo é que a verdade vem sempre à tona, esta veio e outras virão.

Cumprimentos
Ana ;)
Sem imagem de perfil

De Joana a 25.10.2010 às 16:03

Pequena correcção: "a baixo", e não "abaixo".
Espero que não leve a mal o apontamento.

Joana
Sem imagem de perfil

De Cristina a 25.10.2010 às 16:06

Estou sem palavras e eram este tipo de programas que eu PENSAVA que eram reais e era assim mesmo que as coisas aconteciam ... estou desiludida mas não devia estranhar, porque cada vez mais onde o bicho homem mete a pata ... é quase sempre para adulterar, falsificar, corromper, viciar, deturpar, alterar ou outro adjectivo qualquer. Mais um carimbo para juntar na caderneta das desilusões.
Raios!
Sem imagem de perfil

De Susana Carvalho a 25.10.2010 às 16:38

Caramba...! Agora que li isto, com que olhos é que vou ver os documentários, que tanto gosto, a partir de hoje? Estou desiludida... nem sei que diga...
Sem imagem de perfil

De ricardo a 25.10.2010 às 17:13

já dizia o outro: uma pessoa ignorante é muito mais feliz do que uma culta.

Partilho essa tua paixão e agora desilusão

Comentar post


Pág. 1/3